Pix Internacional: descubra mais sobre!

Leitura: 3 min Banco Central prevê a criação de novas funcionalidades na ferramenta ainda este ano.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Desde o seu lançamento o Pix tem sido um forte aliado para quem deseja pagar, comprar, vender e receber em poucos segundos. Apesar de já estar na rotina de milhões de brasileiros, faz menos de dois anos que a ferramenta entrou no mercado, e mesmo assim já passou por atualizações e ganhou diversas funcionalidades. 

Além do envio e recebimento de dinheiro através de transferência, é possível realizar o  saque de dinheiro em espécie em estabelecimentos que dispõem da função, fazer a devolução de parte do dinheiro em forma de troco durante compras e usar o Pix Cobrança, que funciona como um forma de substituição aos boletos

Mas o Banco Central, criador da ferramenta, não para por aí e prevê para este ano novas funcionalidades, como o Pix por aproximação, Pix Offline, Pix Parcelado, Pix Débito Automático, Pix Garantido e o Pix Internacional. Já pensou em como sua empresa pode usar cada uma delas? 

Para ajudar você a entender melhor as novidades, vamos explicar uma por vez. Hoje, é dia de falar do Pix Internacional, que nada mais é que  a possibilidade do envio de dinheiro para pessoas e empresas que não estejam em território brasileiro. Porém, quando se trata de câmbio, nada é tão simples. 



Demanda que gerou oportunidade

A chegada da pandemia promoveu um boom na busca por produtos em e-commerces. E as compras não ocorreram somente em sites nacionais. Mas, para conseguir viabilizar esse tipo de transação, faz toda a diferença ter alternativas eficientes para a realização de remessas e pagamentos internacionais. 

Outro ponto importante é que, atualmente, cerca de 2 milhões de brasileiros residem no exterior, ao passo que cerca de 1,1 milhão de imigrantes vivem em território brasileiro. Somente em 2020 as remessas de brasileiros no exterior para suas famílias no Brasil representaram 0,2% do Produto Interno Bruto (PIB).

Assim, a implementação do Pix Internacional surge como uma alternativa fácil e segura a ser utilizada tanto por migrantes e suas famílias, como para pequenas e médias empresas em processo de internacionalização.

Hoje em dia, se temos a necessidade de enviar dinheiro para alguém ou alguma empresa que esteja no exterior, precisamos encarar um processo que geralmente é demorado e pouco claro sobre as taxas de câmbio praticadas e os custos que acabam por inviabilizar pequenas remessas. 

Além disso, no sistema interbancário a computação de uma transferência internacional pode levar em média entre 2 e 3 dias úteis para que seja finalizada, e as instituições do mercado de câmbio podem cobrar dos clientes tarifas de serviço, podendo definir a taxa de câmbio acima da taxa comercial.



Regulamentação do câmbio

Um dos principais passos para que o Pix Internacional chegue aos consumidores vai além da construção de uma ferramenta robusta. Para o início do processo é necessário que seja feita uma atualização da regulamentação do câmbio no Brasil.
A aprovação das mudanças na regulamentação das operações de câmbio propostas na consulta pública 79 do Banco Central deve ser o primeiro passo para isso. A nova regulamentação se soma ao Projeto de Lei (PL) 5.387/19, que ficou denominado como Marco Legal do Mercado de Câmbio. O PL foi aprovado pela Câmara dos Deputados em fevereiro do ano passado, e atualmente tramita no Senado.

Entre as alterações propostas no PL, está prevista a abertura do mercado de câmbio para instituições financeiras de menor porte e instituições de pagamentos que realizam alguns tipos de operações com moeda estrangeira. Desta maneira, as fintechs estarão aptas a oferecer transferências e pagamentos digitais para o exterior com limite máximo de US$ 100 mil. 

Apesar dessa movimentação do BC para mudar a legislação, ainda não há muitas informações de como será a funcionalidade na prática, se haverá a cobrança de taxas entre outros dados importantes. De todo modo, a certeza é que nós, da Phi, seguiremos acompanhando todas as novidades que estão por vir sobre o Pix e contaremos tudo para vocês!

Quer ficar por dentro do que rola no mundo das finanças, tecnologia e inovação? Basta acompanhar as postagens em nosso blog, nos seguir nas redes sociais e escutar o podcast em nosso canal no YouTube e na plataforma de áudio Spotify!


Fontes:
https://www.remessaonline.com.br/blog/existe-pix-internacional/
https://institutopropague.org/noticias/pix-internacional-bc-preve-pagamentos-instantaneos-para-o-exterior/
https://meubolsoemdia.com.br/Materias/tudo-sobre-o-pix

Nossas Redes Sociais

Siga-nos para mais conteúdos

Faça parte da nossa Newsletter!

Posts Relacionados

Inscreva-se em nossa Newsletter!

Esteja sempre por dentro dos conteúdos mais importantes do mundo das fintechs e do mercado financeiro!​

Já está indo? Que pena!

Antes, inscreva-se em nossa newsletter e esteja sempre atualizado sobre o mundo de finanças, tecnologia e inovação!