Conheça, e faça parte, do fenômeno chamado Embedded Finance

Leitura: 3 min Movimento possibilita que empresas de diferentes segmentos ofereçam soluções financeiras aos clientes.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Nos últimos anos vem se criando um cenário mais justo e favorável para quem deseja empreender oferecendo produtos e soluções financeiras. Isso aconteceu graças à democratização da tecnologia. Através de APIs (sigla para Application Programming Interface, em português, Interface de Programação de Aplicação) em modelo plug and play, provedores de inovação possibilitam a entrada de diferentes players no mercado, participando do movimento conhecido como Embedded Finance.


Mas o que é o Embedded Finance

Embedded Finance, que, em tradução livre quer dizer “Finanças Integradas”, é um fenômeno que une opções relacionadas ao dinheiro com experiências que até então não possuíam relação direta com o mundo financeiro. Para deixar mais claro, vamos usar o exemplo de uma empresa bem conhecida! O iFood é um aplicativo de delivery de comida. Mas também é o caso de uma empresa que não possuía relação direta com serviços financeiros e que agora possui uma conta digital.

Assim como o iFood, outras empresas de diferentes segmentos também têm adotado este modelo. No setor varejista, temos vários exemplos. Um deles é a Casas Bahia. Atualmente, a empresa possui o BanQi, uma conta digital gratuita própria que oferece diversos serviços aos seus clientes.

Por meio do Embedded Finance, as opções financeiras podem ser incorporadas ao portfólio da empresa e ofertadas aos clientes finais. Além dos serviços mais comuns, como contas correntes ou empréstimos e financiamentos, outras possibilidades, como os seguros, são alternativas.


Quando entrar nesse movimento? 

Mas, como sei que devo adicionar serviços financeiros ao meu negócio? Se você possui uma empresa do setor varejista e tem notado atrasos regulares no pagamento das parcelas dos clientes, que tal criar uma aproximação com este público e oferecer um serviço que resolva este problema? Neste caso, disponibilizar um empréstimo bancário pode ser uma boa saída.

Pense com a gente: você já possui todas as informações relevantes sobre os clientes e conhece os padrões de comportamento, então, fica ainda mais fácil criar uma solução personalizada e que se torne um diferencial. Além disso, você está criando uma relação de fidelidade entre o consumidor e a sua marca, que provavelmente já confia em você, ou, no mínimo, gosta dos seus serviços.

Mas claro, todo cuidado com os usos desses dados é pouco, então, sempre conte com profissionais ou empresas especializadas na hora de utilizar essas informações. Além disso, tome cuidado para não ser invasivo na hora de oferecer os novos produtos, ok?


Qual o público que mais utiliza esse tipo de serviço? 

Geralmente, o público desbancarizado é bastante atraído por essas soluções, já que, em muitos casos, são clientes que possuem acesso limitado aos serviços financeiros. Muitas vezes, os bancos tradicionais possuem uma série de burocracias e acabam gerando até um certo constrangimento com suas pomposas agências, portas giratórias e roupas sociais. 

De acordo com André Calabro, diretor executivo da Via Varejo, grupo que controla a Casas Bahia, em publicação no site Zoop, essa entrega de soluções financeiras junto aos serviços básicos das empresas tem permitido a elas irem além daquilo que é oferecido pelas instituições financeiras tradicionais. 

“Podemos dizer que o varejo é um canal de democratização e de inclusão financeira da população de baixa renda brasileira. Esse setor tem uma responsabilidade e uma oportunidade muito grande de trazer essas pessoas que hoje estão fora do sistema financeiro e poder proporcionar serviços que façam diferença na vida delas”, explica o diretor na publicação.

Para o executivo, o Embedded Finance no segmento varejista não é apenas vender o produto, mas sim contribuir para que haja uma relação mais próxima e duradoura com empresa e não exclusivamente com o mercado financeiro.

A concepção do Embedded Finance acabou se tornando possível devido às regulamentações do Banco Central e às soluções Banking as a Service disponibilizadas pelas fintechs. Atualmente, é possível encontrar inúmeros projetos desenvolvidos por startups e que podem suprir algumas das principais necessidades da sua empresa, como por exemplo, ter uma conta digital própria.

Agora que já conhece melhor o Embedded Finance, que tal fazer a evolução do seu negócio? Nós, da Phi, podemos te ajudar com isso! Venha conhecer nossas soluções financeiras a partir da tecnologia e se surpreenda. Nós temos um time megacapacitado pronto para lhe ajudar a chegar ainda mais longe. Vem com a Phi!


Fontes:
https://distrito.me/embedded-finance/
https://www.bv.com.br/bv-inspira/noticias/embedded-finance

[ebook] A Revolução do Banking chegou!

7 inovações do banking que vão impulsionar sua empresa

Nossas Redes Sociais

Siga-nos para mais conteúdos

Faça parte da nossa Newsletter!

Posts Relacionados

Inscreva-se em nossa Newsletter!

Esteja sempre por dentro dos conteúdos mais importantes do mundo das fintechs e do mercado financeiro!​