Brasil salta de 71º para 18º no ranking global de cibersegurança

Leitura: 3 min O índice produzido pela União Internacional de Telecomunicações mostra que somos o mais bem colocado na América Latina.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A segurança nunca foi tão importante. Um estudo publicado em janeiro deste ano mostrou que os ataques cibernéticos são uma das principais preocupações em 2021 para as empresas de serviços financeiros. No estudo Allianz Risk Barometer 2021, realizado pela Allianz Global Corporate & Specialty, a segurança aparece pelo segundo ano consecutivo no topo da lista de atenção. 

Os investimentos em segurança têm se tornado tão importantes para as empresas que foram responsáveis por um salto na colocação do Brasil no Índice Global de Segurança Cibernética 2020, que é feito pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) especialista em tecnologia da informação e comunicação: antes, o país ocupava a colocação de 71ª e no ranking mais recente está na 18ª posição.

Este ranking é formado a partir da avaliação de como as nações enfrentam os riscos cibernéticos, e a pontuação pode variar de 0 a 100, considerando aspectos jurídicos, técnicos, cooperativos, organizacionais e de capacitação. Por meio deste índice é possível promover a conscientização de países e das empresas que estão instaladas neles com relação à cibersegurança, de maneira que sejam identificados os pontos fortes e as áreas onde são necessárias melhorias, além de compartilhar práticas de segurança.

Com os avanços tecnológicos ocorrendo cada vez mais rapidamente, e quase tudo sendo realizado em ambientes virtuais, empresas precisam pensar na segurança de seus dados e de seus clientes. A UIT salienta que somente em 2021 possam ocorrer perdas de até US$ 6 trilhões na área de proteção de dados pessoais e financeiros em razão de crimes online, por isso, é importante que países e empresas intensifiquem projetos e programas de estratégias de cibersegurança.

A segurança cibernética possui uma urgência na abordagem referente à crescente brecha na capacidade de países em desenvolvimento quando comparados a países desenvolvidos. É preciso promover o conhecimento, aprimorando as habilidades e desenvolvendo competências. É o que explica a diretora da União Internacional de Telecomunicações, Doreen Bogdan-Martin, na introdução do relatório.


Brasil é destaque no ranking

Na lista dos países pesquisados nas Américas, o Brasil ocupa a 3ª colocação do ranking, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que está como primeiro colocado, e do Canadá, que ocupa a oitava posição. “O avanço da transformação digital deve vir acompanhado da proteção aos usuários, e nós temos assegurado essa proteção”, explicou o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Caio Mario Paes de Andrade, em publicação no site Noomis da Federação Brasileira de Bancos (Frebraban).

Em nota publicada no site do Governo Federal, o secretário afirma que “A posição conquistada pelo nosso país demonstra o compromisso crescente do governo brasileiro para enfrentar e reduzir as ameaças à segurança cibernética, mesmo diante dos desafios enfrentados com a pandemia de Covid-19, que exigiram a rápida adaptação das atividades cotidianas e dos serviços socioeconômicos para a esfera digital. O avanço da transformação digital deve vir acompanhado da proteção aos usuários, e nós temos assegurado essa proteção”.

Outro aspecto que coloca o Brasil em destaque no ranking é que desde setembro do ano passado está valendo a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Mesmo estando vigente desde 2020, a aplicação de multas inicia a partir de agosto deste ano, através de fiscalização da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Estar preparado e com a segurança bem estruturada para possíveis investidas de hackers é importante para sua empresa e para a segurança de seus clientes. Com um ambiente cada vez mais digital, é comum que novos modelos de ataques cibernéticos surjam com o passar do tempo. Por isso, investir em segurança digital, softwares que protejam o sistema da sua empresa e processos que busquem assegurar seus dados e de seus clientes é um ponto importante. Mais segurança é sinônimo de mais tranquilidade para você e sua empresa.

Quer saber mais sobre o que rola no mundo da tecnologia e do sistema financeiro? Acompanhe as postagens em nosso blog e nos siga nas redes sociais! Nós, da Phi, temos um time megacapacitado e podemos te ajudar a ir ainda mais longe com o seu negócio. Vem com a gente! 

Fontes:
https://noomis.febraban.org.br/noomisblog/brasil-ganha-53-posicoes-em-ranking-global-de-ciberseguranca
https://somosphi.com/blog/2021/03/22/2021-um-ano-para-priorizar-a-seguranca-da-informacao/
https://www.gov.br/gsi/pt-br/assuntos/dsi/noticias/2021/nova-posicao-do-brasil-no-ranking-de-ciberseguranca-da-onu

[ebook] A Revolução do Banking chegou!

7 inovações do banking que vão impulsionar sua empresa

Nossas Redes Sociais

Siga-nos para mais conteúdos

Faça parte da nossa Newsletter!

Posts Relacionados

Inscreva-se em nossa Newsletter!

Esteja sempre por dentro dos conteúdos mais importantes do mundo das fintechs e do mercado financeiro!​