menu

Descontos de mais de 50% levaram milhares de pessoas a comprar sem sair de casa.

11 de dezembro de 2020.

Apesar da crise causada pelo novo Coronavírus, o brasileiro não desanimou quando o assunto foi fazer compras. Não é à toa que as vendas via e-commerce aumentaram durante a pandemia. Somente no primeiro semestre de 2020, houve um crescimento de 47% nas vendas online no Brasil, de acordo com dados da 42ª Webshoppers, estudo produzido semestralmente pela Ebit | Nielsen, em parceria com a Elo. “A tendência de crescimento já vem ocorrendo nos últimos anos, porém, por conta da pandemia, tivemos um aumento de intensidade”, disse Julia Ávila, líder da Ebit | Nielsen, em entrevista ao portal Meio & Mensagem. A pesquisa apontou que a quantidade de pessoas adeptas a compras via e-commerce aumentou 40% no Brasil, chegando a 41 milhões. Isso mostra outro número interessante para o mercado: a confiança neste tipo de transação está em alta, afinal, cerca de 7,3 milhões de brasileiros realizaram alguma compra online pela primeira vez.

Tudo isso refletiu também no aumento nas vendas durante a Black Friday e a Cyber Monday deste ano. As datas movimentaram cerca de R$ 7,72 bilhões entre a quinta-feira, 26 de novembro, e o dia 30 do mesmo mês. O que representa um aumento de 27,7% em comparativo ao mesmo período do ano anterior, quando ocorreram os eventos, como apontou um levantamento realizado pela Neotrust/Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce. De acordo com a pesquisa, 13,01 milhões de pedidos foram feitos na Black Friday e Cyber Monday, número que representa um aumento de 21,9% em relação ao mesmo período de 2019. Já o tíquete médio teve leve aumento em relação ao ano passado. Em média, consumidores gastaram R$ 592,85 nas compras, valor 4,7% maior do que o registrado no ano anterior.

Quem compra mais? 

A região que concentrou o maior número de pedidos foi a Sudeste, com 61,6% do total. Completam a lista o Nordeste, com 15,8%, o Sul, com 14,7%, o Centro-Oeste, com 6%, e o Norte, com 2%. Em relação à faixa etária, a idade média do consumidor foi de 37 anos. Segmentando por gênero, as mulheres fizeram mais compras do que os homens: elas foram responsáveis por 56,7% dos pedidos realizados, enquanto eles somaram 43,3%.

Durante as datas, as categorias que geraram maior volume de compras foram: moda e acessórios, beleza, perfumaria e saúde, artigos para casa, entretenimento e eletrodomésticos e ventilação. Já os que tiveram mais faturamento no período foram: eletrodomésticos e ventilação, telefonia, informática e câmeras, entretenimento e móveis, decoração e materiais para construção.

Para cada modelo de empresa existe um meio de tornar a experiência do seu cliente ainda mais ágil. Se neste ano durante a Black Friday e a Cyber Monder sua empresa não obteve o faturamento esperado, nós, da Phi, podemos te ajudar a criar serviços de forma personalizada que irão ajudar o seu negócio. Não espere até o ano que vem para alavancar as vendas da sua empresa.  Fale com a gente!

Fontes:

https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2020/08/27/e-commerce-cresce-47-maior-alta-em-20-anos.html

https://blogbr.clear.sale/black-friday-e-cyber-monday-varejo-online-tem-70-milhoes-em-fraudes-evitadas

Phil

Blogger da Phi

Logo Phi

AVENIDA IPIRANGA, N° 6681
PRÉDIO 95A - TECNOPUC
PORTO ALEGRE / RS - CEP 90619-900
(51) 3021-2350 | ola@somosphi.com

4ALL 2018 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Logo Great place to work Logo 4all
Imagem de fundo do rodapé