menu

Estudo publicado pela Juniper Research mostra que o número de usuários deve atingir 40 milhões no próximo ano.

20 de novembro de 2020. 

Antes mesmo do início da pandemia causada pelo novo Coronavírus, fazer movimentações financeiras através de canais digitais já era uma forte tendência. Com a chegada do vírus e todas as limitações impostas pelo distanciamento social, isso se tornou uma necessidade. Você pode não saber, mas toda essa facilidade de acesso e movimentação aos seus dados financeiros tem sido possível muito em função do Open Banking, que permite o compartilhamento de informações através de APIs. 

O Banco Central (BC) define Open Banking como o compartilhamento padronizado de dados e serviços por meio de abertura e integração de sistemas entre instituições participantes. Entre esses dados, estão: informações sobre canais de atendimento, produtos e serviços de contas, operações de crédito, operações de câmbio, seguros e previdência complementar; cadastro de clientes; e transações de clientes. Além disso, estão incluídos serviços de iniciação de transação de pagamento e encaminhamento de proposta de operação de crédito.

Com o crescimento desse sistema, o número de novos usuários pode dobrar em 2021. Este foi um dos dados constatados após um levantamento feito pela empresa de tecnologia Juniper Research, ainda em maio deste ano. Segundo o estudo, o número de pessoas utilizando o sistema era de 18 milhões até o final de 2019, e pode passar para 40 milhões até dezembro de 2021. É o que mostra o estudo “Open Banking: Oportunidades, Desafios e Previsões de Mercado 2020-2024”. O avanço estaria sendo fomentado principalmente na Europa, onde foram criados moldes específicos para lidar com Open Banking, com baixas barreiras de entrada. No entanto, o cenário não é o mesmo em outros países, como os Estados Unidos, onde a falta de intenções regulatórias está estabelecendo limites ao crescimento do sistema, segundo explica a pesquisa. 

No Brasil, a implementação do Open Banking deverá ser feita em fases. A primeira compreenderá o compartilhamento de dados relacionados a canais de atendimento e produtos e serviços disponíveis para contratação relacionados com contas de depósito à vista ou de poupança, contas de pagamento ou operações de crédito. A conclusão dessa fase deve ocorrer até 30 de novembro. “Os interessados em fazer parte do open banking já puderam se cadastrar junto ao BC, e uma nova rodada de cadastramento será aberta ainda neste ano. Por fim, os dados e serviços remanescentes deverão ser implementados em outras duas fases, com prazos de agosto e outubro de 2021”, explica publicação no site Legislação & Mercados.

Ameaça ou oportunidade? 

A resposta é simples: como uma faca de dois gumes, o Open Banking pode tanto ser considerado uma ameaça, como também pode ser uma oportunidade para os bancos tradicionais. O estudo aconselha que as instituições se reinventem, buscando oferecer novos serviços por meio do sistema aberto como uma forma de se destacar no ecossistema financeiro. “Os bancos devem adotar o Open Banking como uma chance de capitalizar suas jornadas de transformação digital em andamento e introduzir serviços inovadores ativados pelas APIs abertas, ou correr o risco de perder para uma concorrência mais ágil digital”, explica o autor da pesquisa, Nick Maynard, em publicação no site Fintechlab.

O estudo também detectou que os meios de pagamentos serão críticos para o sistema emergente de Open Banking, que podem chegar a transacionar mais de US$ 9 bilhões em 2024. No entanto, nesse meio, as formas de pagamento estão em processos iniciais. Segundo a pesquisa, o comércio eletrônico é coordenado pelas redes de cartões, mas existe um potencial para que essa função seja alterada ao longo do tempo por pagamentos “diretos da conta”, uma tendência cada vez mais forte no Brasil, principalmente com a chegada do Pix. 

Quer saber mais sobre o mercado financeiro e como fazer parte dele? Entre em contato com a gente! Nós, da Phi, temos o time certo para fazer sua ideia decolar!

Fontes:  

https://ipnews.com.br/numero-de-usuarios-de-open-banking-deve-dobrar-ate-o-proximo-ano/

Phil

Blogger da Phi

Logo Phi

AVENIDA IPIRANGA, N° 6681
PRÉDIO 95A - TECNOPUC
PORTO ALEGRE / RS - CEP 90619-900
(51) 3021-2350 | ola@somosphi.com

4ALL 2018 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Logo Great place to work Logo 4all
Imagem de fundo do rodapé