menu

Novas tecnologias podem ser fundamentais para evitar a concentração bancária.

Quando se fala em economia, muitas projeções são feitas na tentativa de mapear a direção dos próximos passos. O que parece evidente no momento é que o Pix e o Open Banking serão fundamentais para trazer mais dinamismo e competitividade ao ecossistema financeiro do Brasil. 

Com o Pix, como já destacamos, será possível realizar transferências e pagamentos entre pessoas, empresas e governo a qualquer hora do dia, inclusive aos finais de semana e feriados. Atualmente, durante operações como DOC ou TED, é necessário que seja informado dados como banco, agência, conta, CPF e nome completo do destinatário. Com o sistema criado pelo Banco Central (BC), apenas um dado que será cadastrado pelo destinatário precisará ser informado para realizar a operação. Outras maneiras de pagar e receber serão os QR Codes e links

No atual modelo oferecido pelos grandes bancos, em operações como DOC e TED são cobrados valores de até R$ 10. Com o Pix estes valores terão uma drástica queda, visto que o custo operacional será de R$ 0,01 a cada dez transações e quem pagará por este valor será a instituição financeira que receberá a transferência. O Pix também será um forte concorrente dos cartões, sendo inicialmente uma “ameaça” maior aos de débito. Existem futuras propostas para que o modelo ofereça compras parceladas, tornando-o concorrente dos cartões de crédito. 

Já o Open Banking permitirá que as pessoas possam movimentar suas contas a partir de diferentes plataformas e não só pelo aplicativo ou site do banco, além de oferecer aos usuários maior liberdade e autonomia diante das instituições financeiras. Atualmente, migrar de um banco para outro é um processo que contém inúmeros entraves burocráticos, o que acaba dificultando a busca por um novo serviço em outra instituição, e quando o cliente finalmente consegue, tem que começar um relacionamento do zero com o novo “parceiro”. Com o Open Banking, ao realizar este tipo de mudança, a nova instituição poderá ter acesso ao histórico do cliente, podendo a partir disso oferecer um melhor pacote de benefícios, por exemplo.  

Tudo isso traz grandes mudanças em termos de proteção de dados e exige uma série de regulamentações. Mas todo o trabalho promete valer a pena, e as duas novidades devem fomentar o sistema financeiro brasileiro, deixando-o mais aberto e competitivo. “O que deve contribuir para que a atual crise não tenha como rescaldo um aumento da concentração”, afirmou o diretor de organização do sistema financeiro e resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, em live realizada pelo jornal Valor Econômico. Segundo a publicação, as duas estruturas foram construídas de forma a permitir a participação de bancos grandes e pequenos, instituições de pagamentos, fintechs e empresas de tecnologia. “Com o open banking, a desconcentração será uma consequência, mas o ambiente será mais competitivo”, afirmou Mello ao Valor. Este modelo será obrigatório para os grandes e médios bancos. Já as fintechs terão entrada facultativa, mas, ao optar pelo sistema, devem compartilhar informações.

Por outro lado, segundo Pinho de Mello na mesma entrevista, o Pix terá a participação obrigatória por parte das maiores entidades financeiras e de pagamentos: “A obrigatoriedade visa unicamente a disseminação do Pix, dando ao consumidor poder de escolha”. Mesmo sendo facultativa para as instituições de menor porte, um elevado número de interessados já realizou inscrição para aderir ao serviço. 

Quer saber mais sobre os meios de pagamento e descobrir quais as melhores opções para o seu negócio? Nós, da Phi, temos diversas soluções e um time supercapacitado para atender às suas necessidades!

Fontes:

https://www.bcb.gov.br/detalhenoticia/467/noticia

https://valor.globo.com/live/noticia/2020/07/13/open-banking-e-pix-vao-ajudar-a-conter-concentracao-bancaria-pos-pandemia-diz-mello-do-bc.ghtml

https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2020/05/04/open-banking-comeca-a-funcionar-em-30-de-novembro.htm#:~:text=O%20open%20banking%20ser%C3%A1%20obrigat%C3%B3rio,dentro%20t%C3%AAm%20que%20compartilhar%20informa%C3%A7%C3%B5es.

https://valorinveste.globo.com/produtos/servicos-financeiros/noticia/2020/02/19/pix-chega-em-novembro-com-adesao-obrigatoria-de-grandes-instituicoes.ghtml

Phil

Blogger da Phi

Logo Phi

AVENIDA IPIRANGA, N° 6681
PRÉDIO 95A - TECNOPUC
PORTO ALEGRE / RS - CEP 90619-900
(51) 3021-2350 | ola@somosphi.com

4ALL 2018 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Logo Great place to work Logo 4all
Imagem de fundo do rodapé