menu

As Fintechs brasileiras mudaram a forma como depositamos, investimos ou pedimos empréstimos nos últimos anos. Além de tornar os produtos financeiros mais disponíveis e as transações financeiras mais convenientes, elas também trouxeram benefícios de custo para o cliente.

Abaixo, separamos as cinco principais tendências das Fintechs brasileiras que moldarão o mercado financeiro em 2020:

1 – As Fintechs brasileiras e a ascensão dos empréstimos digitais

Se os bancos e instituições financeiras titulares de mercado desejam permanecer competitivos em 2020, devem desenvolver sua oferta de serviços de empréstimos.

A parceria com as fintechs brasileiras permitirá que os bancos tradicionais desenvolvam suas ofertas para incluir produtos de leasing e empréstimo digital multicanal, de autoatendimento, com processamento e cobrança de empréstimos, triagem e pontuação de crédito – tudo como um único processo de ponta a ponta.

Isso aprimorará a experiência das pequenas e médias empresas, pois resultará em um processo de aprovação e integração rápido e contínuo, o que significa que as PME terão que esperar minutos, em vez de semanas, por um empréstimo.

2 – O impacto da LGPD nas Fintechs brasileiras

 A regulamentação continuará a dominar o cenário bancário e financeiro de 2020. A introdução da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) em 2019 marcou o ano pelo esforço exigido dos bancos para se tornarem compatíveis com as regulamentações.

Para que os bancos superem os desafios regulatórios que enfrentam, uma estratégia digital mais robusta e flexível deve ser implementada. Eles devem continuar seus esforços para facilitar a transformação digital em todo o ecossistema de negócios, tornar-se modular, além de aumentar o foco na resiliência financeira e operacional.

3 – Avaliação de dados

À medida que o mundo se torna cada vez mais conectado, o volume de dados só aumenta, o mesmo ocorre com o seu potencial e, para aqueles que valorizam investimentos corporativos, torna-se mais atraente considerar adequadamente a riqueza de informações de uma empresa ao avaliar a empresa em si.

Essa combinação descreve uma das maiores previsões para 2020, e nos próximos anos, que veremos um foco maior no desenvolvimento de uma metodologia padronizada nas fintechs brasileiras para modelar o valor dos dados.

4 – Foco na colaboração

Com as Fintechs revolucionando o mercado financeiro, os bancos e outros players estabelecidos costumavam vê-los inicialmente como uma ameaça.

Agora, com o tempo, a ameaça foi substituída pela disposição de colaborar com as startups para trazer inovações do universo digital aos seus clientes. Muitas marcas financeiras estabelecidas também desejam investir nas Fintechs em 2020 e formar parcerias com elas.

5 – A polarização do Blockchain

A tecnologia do Blockchain – bases de registros e dados distribuídos e compartilhados – tem o potencial de mudar o setor financeiro nos próximos anos.

Com um serviço mais eficiente e seguro, ele trará uma economia de custos significativos ao impedir a fraude e o roubo de identidade. Podemos esperar ver o uso do Blockchain em pagamentos digitais, contatos inteligentes e uma variedade de outras áreas.

Fontes:

Idwall

Link to Leaders

Rock Content

Phil

Blogger da Phi

Logo Phi

AVENIDA IPIRANGA, N° 6681
PRÉDIO 95A - TECNOPUC
PORTO ALEGRE / RS - CEP 90619-900
(51) 3021-2350 | ola@somosphi.com

4ALL 2018 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Logo Great place to work Logo 4all
Imagem de fundo do rodapé